Terapia do sono: 4 métodos para dormir melhor

Terapia do sono: 4 métodos para dormir melhor

Uma terapia do sono pode ser a melhor solução para voltar a dormir bem.

Ainda que distúrbios como sonolência excessiva ou insônia possam ser patológicos, em muitos casos o que funciona é a abordagem terapêutica.

A vantagem é que ela dispensa os sempre perigosos medicamentos para dormir.

Está ao seu alcance ter um sono melhor, sem auxílio de fármacos de uso controlado.

Prossiga na leitura e saiba como ter noites tranquilas, seguras e com um sono de qualidade.

O que é terapia do sono?

Basicamente, a terapia do sono consiste em métodos pelos quais o sono passa a ser induzido de forma natural e orgânica, isto é, sem uso de substâncias ou medicamentos.

Ao contrário do que parte das pessoas pode pensar, dormir não é uma perda de tempo, como aponta a neurologista Dalva Poyares.

Como essa, outras crenças equivocadas levam os brasileiros a negligenciar o sono ou minimizar sua importância no dia a dia para ter saúde e estabilidade emocional.

Não surpreende, portanto, que 65% dos brasileiros durmam mal, segundo uma pesquisa do IBOPE.

Nesse contexto, começam a ganhar notoriedade as terapias do sono como forma de reverter a escalada da insônia no Brasil.

De qualquer forma, como destacamos no início, a falta de sono pode ter como causas distúrbios neurológicos ou estar associada a outras doenças.

Por isso, além das terapias que você conhecerá neste conteúdo, vale sempre consultar o seu médico, caso a insônia seja persistente.

Terapia do sono funciona?

Sim, a terapia do sono funciona e pode impactar positivamente na vida de uma pessoa.

A abordagem natural para tratar da falta de sono é recomendada por médicos e especialistas.

Ela tem sua eficácia comprovada, tanto pelas pessoas que voltaram a dormir bem com sua prática, como pela experiência clínica.

Como veremos neste artigo, porém, é preciso escolher a terapia adequada para o seu caso.

Cada uma tem uma abordagem diferente e, por isso, seus efeitos podem variar de uma pessoa para outra.

Vale destacar que, além das pessoas que recuperaram seu sono e dos especialistas, há também pesquisas que comprovam a eficácia dessas terapias.

É o que vamos conferir na sequência.

Há dados científicos sobre isso?

Segundo estudo da pesquisadora Susan L. Worley, da Universidade da Pensilvânia, a terapia do sono pode ser altamente eficaz entre 70% a 80% dos casos.

Em outro artigo, publicado pela Mayo Clinic, a terapia do sono é apontada como um método mais seguro do que os remédios para dormir.

Ou seja, a ciência já tem evidências suficientes para indicar a terapia do sono no combate à insônia.

Isso sem contar as vantagens que esse tipo de abordagem oferece, se comparada com outras técnicas e tratamentos.

Talvez uma das mais relevantes seja o custo, que pode ser zero, caso a pessoa decida fazer a terapia por conta própria.

De qualquer forma, a orientação de especialistas é sempre bem-vinda, até porque, como vamos ver, há terapias que devem ser assistidas por um profissional.

Benefícios da terapia do sono

A vantagem número 1 da terapia do sono é devolver a quem sofre de insônia a capacidade de dormir bem naturalmente.

Além disso, como vimos, essa é uma abordagem segura, sem os riscos dos medicamentos para dormir.

A propósito, a automedicação é um sério problema no Brasil, afetando 77% da população.

Para agravar, com a pandemia do novo coronavírus, houve um boom no uso indiscriminado de medicamentos para dormir, como aponta uma matéria do jornal Estado de Minas.

Sendo assim, ao aderir à terapia do sono, você não só poupa recursos como a sua própria saúde.

4 formatos de terapia do sono

Outra vantagem a se destacar é que não existe apenas uma terapia do sono.

Algumas delas, inclusive, podem ser feitas de maneira independente, bastando apenas algumas mudanças em hábitos e comportamentos.

Conheça a seguir quatro formatos de terapia e veja como eles ajudam a dormir melhor sem a necessidade de ingerir qualquer tipo de substância.

1. Relaxamento

Em certos casos, a insônia está relacionada à tensão física.

Músculos e ligamentos contraídos demais podem não só retardar o início do sono como levar a uma noite de pesadelos e de sono intermitente.

Dessa forma, um dos métodos de terapia do sono que podem ser indicados é o de relaxamento.

Esse formato consiste em massagens, exercícios respiratórios, meditação e uso de técnicas de reflexologia para descontrair e relaxar o corpo.

Neste caso, trata-se de uma terapia que deve ser assistida por profissionais.

Portanto, antes de iniciar as sessões, vale sempre pedir recomendações ao seu médico.

2. Higiene do sono

Da mesma forma que problemas de saúde podem surgir em razão da falta de asseio bucal ou corporal, a falta de sono está ligada também a uma higiene do sono precária.

Nesse caso, o que a pessoa que sofre de insônia precisa é de um realinhamento de hábitos, posturas e comportamentos para voltar a dormir bem.

Além disso, nesse tipo de terapia, o ambiente tem um papel fundamental, devendo também ser readequado e “limpo” de ruídos, odores, luzes e tudo que possa prejudicar o sono.

Na parte comportamental, é indicado:

3. Terapia cognitiva comportamental do sono

Já na terapia cognitiva comportamental, a rotina muda a partir do registro dos hábitos de sono em um diário.

Nele, a pessoa com insônia anota diariamente os horários em que foi para a cama e em que despertou, além das vezes em que se levantou, e quais foram os pensamentos que tiraram seu sono.

4. Terapia de restrição do sono

Por sua vez, a terapia de restrição do sono recomenda que a pessoa só permaneça sem dormir na cama por, no máximo, 30 minutos.

Caso esse tempo seja ultrapassado, ela deverá procurar outras atividades, até que o sono venha naturalmente.

Sono perfeito no colchão ideal

A terapia do sono ajuda, mas é sempre importante ter um colchão sob medida para dormir bem.

Os da Maxflex são projetados com a mais alta tecnologia em molas ensacadas para que seu sono seja imperturbável.Conheça nossa linha de produtos e tenha noites de sono mais tranquilas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.