Sono excessivo: dormir demais faz mal?

Sono excessivo: dormir demais faz mal?

O sono excessivo está presente na vida de muitas pessoas, mas poucas delas conhecem os efeitos colaterais que dormir por muito tempo pode causar. 

Além disso, as pessoas que passam mais tempo dormindo que o necessário pode alterar o sono REM e consequentemente, alterar seus padrões de sono. 

Infelizmente, ficar um pouquinho a mais na cama pode ser muito gostoso, mas também é muito perigoso para a saúde – o que afeta a vida pessoal, profissional e o próprio corpo humano. 

Apesar disso, é possível corrigir esse padrão de sono ao mudar o estilo de vida, estabelecer uma rotina ou contar com a ajuda de profissionais. 

Portanto, se você está dormindo muito, fique atento, pois isso pode ser prejudicial para sua saúde! 

Os malefícios do sono excessivo 

Dormir mais do que o recomendado pode fazer com que o corpo humano responda com sinais que afetam a saúde. Descubra quais são esses sinais:

  1. Obesidade

Dormir demais não engorda, no entanto, um estudo mostrou que aqueles que dormiam 9 a 10 horas por noite tem 20% mais de chance a se tornarem obesos ao longo de seis anos do que aqueles que dormiam a quantidade recomendada. 

  1. Diabetes

De acordo com estudos, uma pessoa que dorme regularmente mais de 9 horas por noite tem 50% maior risco de desenvolver diabetes. 

Porém, dormir pouco também é prejudicial, por isso não reduza sua noite de cochilo em apenas cinco horas, por exemplo.

  1. Dor nas costas

As pessoas que geralmente dormem muito podem sofrer de dores nas costas e isso, afeta até mesmo a vontade delas se exercitarem – o que seria essencial neste caso. 

Apesar disso, as dores nas costas podem surgir também devido ao colchão em que a pessoa dorme, por isso que é sempre recomendado trocá-lo e contar com modelos duráveis e de qualidade.  

  1. Depressão

Um desequilíbrio de serotonina no organismo pode desenvolver depressão ou outros distúrbios. Mas, como isso está relacionado ao sono? 

A questão é que os níveis desequilibrados de serotonina também estão ligados a distúrbios do sono. 

Geralmente, dormir muito pode levar a depressão ou a depressão pode fazer com que uma pessoa durma demais. Sendo assim, ela é uma das causas da hipersonia. 

  1. Prejudica o cérebro

Dormir demais pode piorar as funções do cérebro em um período de 6 anos – isso foi confirmado de acordo com um estudo de 2012 realiza em mulheres idosas. 

Assim, aquelas mulheres que dormiam 9 horas ou mais por noite mostravam alterações no cérebro que se relacionavam ao envelhecimento. 

  1. Causa problemas no coração 

O sono excessivo está associado a um aumento no risco de problemas cardíacos de acordo com um estudo do American College of Cardiology. 

  1. Pode levar a morte 

Pesquisadores afirmam que há risco de morte tanto para as pessoas que dormem demais, quanto para aquelas que dormem menos do que o recomendado. 

Mas afinal, quantas horas precisamos dormir?

De acordo com pesquisas e estudos da Fundação Nacional do Sono, nos EUA, existe uma quantidade de horas necessárias de sono de acordo com cada idade que não é prejudicial à saúde. Confira: 

  • 14 a 17 horas para recém-nascidos de 0 a 3 meses;
  • 12 a 15 horas para bebês de 4 a 11 meses;
  • 11 a 14 horas para crianças de 1 a 2 anos;
  • 10 a 13 horas para crianças de 3 a 5 anos;
  • 9 a 11 horas para crianças de 6 a 13 anos;
  • 8 a 10 horas para adolescentes de 14 a 17 anos;
  • 7 a 9 horas para pessoas adultas de 18 a 64 anos;
  • 7 a 8 horas para idosos de 65 anos ou mais. 

Assim, a melhor dica é melhorar os hábitos para dormir melhor, como ter uma rotina e horário para dormir e fazer as coisas do dia a dia, fazer exercícios, evitar ingerir álcool ou cafeína e desligar os aparelhos eletrônicos.

Sabendo disso, é importante que a pessoa que dorme mais do que é recomendado frequente um especialista para analisar se há alguma condição médica gerando o excesso de sono. 

Encontre um colchão adequado para uma noite de sono incrível! 

Para garantir a qualidade do sono e dormir as horas recomendadas de acordo com sua idade, é essencial que o local em que esteja dormindo seja adequado e confortável. 

Por isso, é interessante procurar um colchão bom e que oferece comodidade para cooperar com uma boa noite de sono de acordo com as horas sugeridas. 

Além disso, é recomendado mudar os hábitos e estabelecer uma rotina. Também, troque o colchão caso necessário, já que um colchão velho pode causar dores nas costas. 

Portanto, evite sono excessivo e noites mal dormidas acessando o site da Maxflex e conheça uma novidade que é o colchão 100% de látex natural que proporciona ainda mais durabilidade e aconchego.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.