Síndrome do sono insuficiente: o que é, causas e sintomas

Síndrome do sono insuficiente: o que é, causas e sintomas

A maioria das pessoas já passou pela situação de dormir menos do que deveria – seja por uma festa, uma criança pequena em casa ou outro motivo qualquer – e ficou “caindo de sono” no dia seguinte. Embora pouco recomendável, a situação é bastante normal.

No entanto, se a sua sonolência excessiva durante o dia é recorrente e tão intensa a ponto de fazê-lo dormir em situações extremamente inadequadas, como aquela reunião com o chefe do departamento ou durante uma prova importante, pode ser que você esteja sofrendo da síndrome do sono insuficiente.

Pensando nisso, criamos o post de hoje. Nele, você vai entender melhor o que é a síndrome do sono insuficiente, quais são os seus sintomas mais comuns e o que é necessário fazer para se ver livre do problema.

Ficou interessado? Então acompanhe a leitura!

O que é a síndrome do sono insuficiente?

A síndrome do sono insuficiente é um distúrbio que acomete cerca de 5% da população brasileira e aparece quando, por diversas razões, você dorme muito menos do que deveria de maneira constante.

O resultado é uma sonolência excessiva durante o dia, que pode fazer com que você cochile em situações pouco adequadas ou perigosas, como no restaurante ou enquanto dirige, por exemplo.

Além da sonolência, quais são os outros sintomas da síndrome do sono insuficiente?

A síndrome do sono insuficiente não causa apenas sonolência excessiva. Além desse problema, são comuns relatos de sintomas como:

  • Alterações de humor;
  • Problemas de memória;
  • Dificuldades de concentração;
  • Dores de cabeça e mal-estar;
  • Em casos mais graves, depressão, euforia e agressividade.

A síndrome do sono insuficiente tem cura?

Sim. A síndrome do sono insuficiente é um dos distúrbios do sono de mais fácil solução. Diferente do que se pode imaginar, o tratamento não costuma ser medicamentoso, mas comportamental, ou seja, exige uma mudança de hábitos e estilo de vida. O ideal é que, ao perceber os sintomas, você procure um médico imediatamente.

No entanto, algumas recomendações são bastante úteis para amenizar o problema. Saiba quais são elas:

  • Evite ingerir alimentos de difícil digestão próximo da hora de dormir, bem como estimulantes, como cafeína, chá mate e bebidas alcoolicas;
  • Pratique atividades físicas regularmente. O ideal é exercitar-se no mínimo por 30 minutos por dia, cinco vezes por semana, mas evite fazê-lo no mínimo 3 horas antes de dormir;
  • Procure dormir entre 7 e 10 horas todas as noites. É comum que pessoas com a síndrome acreditem “não precisar” de tantas horas de sono. No entanto, esse período de descanso é essencial para promover a recuperação do organismo e não deve ser reduzido rotineiramente;
  • Sempre que se sentir-se sonolento durante o dia, pare o que está fazendo, levante-se, tome um copo de água e caminhe por alguns instantes;
  • Nunca dirija ou opere máquinas perigosas quando estiver com sonolência excessiva.

E então, gostou de entender melhor o que é a síndrome do sono insuficiente e como se ver livre do problema? Se você quer saber qual é o seu nível de sonolência durante o dia, faça agora mesmo o nosso teste do sono!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.