Qual é o melhor colchão para você dormir: mola ou espuma? Saiba aqui!

Qual é o melhor colchão para você dormir: mola ou espuma? Saiba aqui!

Quem tem um colchão antigo em casa e está pensando em fazer a substituição sabe: na hora da troca, sempre bate aquela dúvida. Qual é o melhor colchão, de mola ou espuma?

Pensando em acabar de vez com esse dilema, criamos o post de hoje. Nele, você vai conhecer os prós e contras de cada modelo para poder tomar a decisão mais acertada e ter noites de sono tranquilas e repousantes. Acompanhe a leitura!

Colchão de mola ou espuma: qual é o melhor?

 Para poder responder a essa pergunta de maneira definitiva, você precisa levar em consideração alguns aspectos importantes. Vamos a eles?  

Durabilidade

Um colchão de espuma dura, em média, entre 2 e 3 anos, podendo chegar até 5 anos em alguns casos. A partir dessa idade ele precisa ser substituído, pois já perdeu totalmente suas características originais e pode causar uma série de problemas para a sua saúde e bem-estar. Já o colchão de molas tem durabilidade maior. Em geral, eles duram entre 5 a 10 anos, ainda que não seja recomendado esperar até o limite máximo de tempo para sua substituição. Nós, da MAXFLEX, recomendamos o uso de seu colchão por até 5 anos.     

Conforto

  Para escolher um colchão de espuma, é preciso considerar o peso do usuário em uma tabela que indica a densidade mais adequada, conforme abaixo:

  • Recém-nascidos e crianças até 3 anos — D18
  • Pessoas com até 60 kg — D23
  • Pessoas com até 80 kg — D28
  • Pessoas com até 100 kg — D33
  • Pessoas com até 150 kg — D45

Já no caso do colchão de molas, o formato, a quantidade e o tipo de molas é que determinam a qualidade do produto. Caso o colchão seja para um casal, por exemplo, o ideal é optar por um modelo com molas ensacadas individualmente, que diminuem o balanço e evitam que uma pessoa incomode a outra ao se movimentar durante o sono.  

Mola ou espuma? Escolha com sabedoria!

Em geral, colchões de espuma são mais firmes que os de mola — e esse é um dos motivos que faz com que eles tenham menor durabilidade. Isso porque, com o tempo de uso, é comum que a espuma apresente uma depressão que oprime a coluna, o que obriga a pessoa a se adaptar ao colchão, e não ao contrário. No colchão de molas isso não acontece. Por ser mais resistente às deformações, ele não fica com o formato da coluna do usuário e se acomoda o corpo de maneira satisfatória, evitando dores na coluna e nos quadris. Por isso, o colchão de molas é considerado mais confortável que o de espuma e é o mais indicado para parceiros com grande diferença de peso. No entanto, há quem prefira os modelos de espuma justamente por oferecem maior firmeza. Logo, uma vez que o fornecedor escolhido seja de qualidade reconhecida e comprometido com a fabricação de produtos de excelência, a escolha do modelo ideal passa pela análise de preferências pessoais. Além disso, ela deve ser feita após no mínimo 5 a 10 minutos de teste, em que cada um dos usuários deve avaliar o conforto oferecido pela superfície segundo seus próprios critérios. — Gostou de saber um pouco mais sobre qual o melhor colchão para dormir: mola ou espuma? Então conheça agora mesmo os modelos oferecidos pela Maxflex e escolha aquele que mais se adapta às suas necessidades!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.