Dormir mal: 04 efeitos que uma noite mal dormida faz com você

Dormir mal: 04 efeitos que uma noite mal dormida faz com você

Uma noite mal dormida pode trazer muito mais efeitos do que a tradicional sonolência do dia seguinte.

Na verdade, pessoas que costumam dormir mal podem desenvolver uma série de problemas físicos e mentais que impactam negativamente na vida profissional, pessoal e até mesmo afetiva.

Neste artigo você irá conferir os 04 principais efeitos que uma noite mal dormida pode causar no seu organismo.

Efeitos de uma noite mal dormida: Mal humor

Um dos primeiros efeitos que sentimos após uma noite de privação do sono é o mal humor e a irritabilidade.

Isso acontece porque quando o corpo dorme mal ele descarrega uma grande quantidade de noradrenalina.

Esse hormônio faz com que os batimentos cardíacos subam, bem como a respiração aumente. Assim, o corpo entra em estado de alerta ao invés de descansar.

Esse combo é o que gera a irritabilidade e o mal humor…

Se isso acontecer vários dias seguidos a atividade neural começa a diminuir, prejudicando a concentração, a produtividade, podendo inclusive desencadear quadros de síndrome do pânico e, em alguns casos mais graves, até mesmo a demência.

Efeitos de uma noite mal dormida: Déficit de atenção

Existem milhares de estudos comprovando a ligação entre uma má noite de sono e a dificuldade de concentração.

Centenas de pesquisas provaram o efeito negativo que a noite mal dormida pode causar nos estudos e nas provas.

Porém, não se limita a isso.

Dormir mal é prejudicial, principalmente, para quem executa trabalhos que exigem atenção e responsabilidade, como operação de máquinas pesadas, motoristas, líderes de equipe e diretores executivos.

Um dos principais efeitos de uma má noite de sono é a perda da memória recente, ou seja, você não consegue gravar o que aprendeu no mesmo dia ou no dia anterior.

Isso atrapalha extremamente a vida produtiva de quem trabalha com tomadas de decisões ou pilotando qualquer tipo de maquinário.

Afinal de contas, é a nossa memória recente que nos permite trabalhar com eficácia e aproveitar padrões de produção a fim de aumentar nosso ritmo produtivo.

Efeitos de uma noite mal dormida: Obesidade e diabetes

É fácil ligar os distúrbios do sono a efeitos psicológicos e alterações de humor, porém uma noite mal dormida pode trazer também impactos negativos para o seu corpo.

Um dos efeitos mais comuns em quem dorme mal com frequência é o repentino aumento de peso.

Isso acontece porque por dois motivos:

Primeiro porque enquanto dormimos nosso corpo está transformando gordura em energia para o dia seguinte.

Ou seja, sim, nós emagrecemos dormindo. Inclusive, neste artigo aqui você pode conferir como potencializar esse emagrecimento.

Logo, dormir pouco ou dormir mal, impedirá que o seu corpo queime o tanto de gorduras que ele queimaria normalmente.

E segundo porque ao dormir mal nós desregulamos dois hormônios importantes relacionado a nossa nutrição:

  1. Grelina: este hormônio é responsável por estimular a nossa fome quando dormimos mal o corpo produz uma grande quantidade dele, fazendo com que já acordemos com fome.
  2. Leptina: este hormônio é responsável por controlar a nossa fome e passar aquela sensação de saciedade. Porém, ao dormir mal, nosso corpo não produz tanto deste hormônio quanto deveria, fazendo com que você coma mais em cada refeição.

Basicamente, além de não transformar gordura enquanto dorme você ainda passará o dia sentindo mais fome e vontade de comer. A receita perfeita para a obesidade.

Porém, não param por aí os efeitos negativos ligados a nutrição, dormir mal também acarreta uma diminuição do metabolismo.

Essa diminuição, se frequente, pode desencadear um quadro de diabetes. Portanto, se você tem pré-disposição para a diabetes, dormir mal pode ser o gatilho que irá desencadear a doença.

Efeitos de uma noite mal dormida: Hipertensão

E por último, mas não menos importante: aquela péssima noite de sono não vai te deixar somente gordo e diabético, ela também pode causar sérios danos ao coração.

Um estudo realizado em 2012 por pesquisadores da Harvard Medical School (Escola Médica de Harvard) comprovou: pessoas que dormem mal a noite tem 5x mais chances de ter sérios problemas cardíacos, como a hipertensão.

Isso acontece porque quando você dorme mal seu corpo libera uma grande quantidade de cortisol e adrenalina.

Ambos somados a noradrenalina (que vimos lá no primeiro tópico) agem contraindo os vasos sanguíneos, o que aumenta a pressão arterial.

Essa reação durante vários dias seguidos pode levar a um quadro grave de hipertensão, que pode se desenrolar em diversos problemas no coração como o infarto do miocárdio (ataque cardíaco).

Além disso, as noites mal dormidas também alteram os impulsos elétricos que regulam os batimentos do coração, o que leva ao desenvolvimento de uma arritmia cardíaca de gravidade média e alta.

Conclusão

Como vimos, dormir mal não afeta somente sua mente (o que já seria péssimo) mas também sua forma física e a saúde do seu corpo.

Por isso, preocupar-se com o sono é fundamental para garantir uma vida saudável e melhorar o seu bem-estar. Afinal de contas, não é à toa que privação do sono é considerada uma das mais cruéis forma de tortura.

Se você tem dormido mal, clique aqui e descubra 04 tecnologias que podem lhe ajudar a dormir melhor hoje mesmo.

Ah, e claro, não esqueça de preencher o formulário abaixo para receber mais dicas exclusivas como esta, diretamente no seu email!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.